Categorias
Mistérios

Esses objectos são mesmo amaldiçoados?

Você acredita em maldições ou acha que isso são apenas lendas? Algumas pessoas acreditam em maldições e que os objectos ou sítios com essas maldições carregam uma energia negativa e pesada, chegando a dar azar a quem chegue perto, toque, fique com esses objectos ou propriedades, ou quaisquer outras situações semelhantes.

Uma coisa é certa, objectos amaldiçoados só são chamados assim por conta das histórias bizarras contadas a seu respeito. Em alguns casos, as pessoas tentam certificar-se dessas maldições e coincidentemente ou não, acabam ocorrendo alguns eventos macabros depois disso.

Prepare-se que hoje o Entenda Tudo Mistérios traz algumas histórias bizarras por detrás de alguns objectos amaldiçoados, e você vai querer ter algum deles, venha connosco.

1. A cadeira de Thomas Busby

A cadeira de Thomas Busby é um objecto misterioso que está em um museu local na cidade de North Yorkshire na Inglaterra: o Museu de Thirsk.

Fonte: O Arquivo

É aparentemente uma cadeira como qualquer outra, mas que isso não lhe engane, afinal, diz-se que esta cadeira embora pendurada no museu, carrega uma enorme maldição.

Por que uma cadeira estaria pendurada? – Você deve ter perguntado. A cadeira está pendurada no museu por um motivo muito peculiar: Evitar que qualquer pessoa sente nela. Uma vez que qualquer um que nela se sentar irá falecer.

A lenda da cadeira de Busby

Existe uma lenda por detrás disso, que diz que por volta do final do século XVII e início do século XVIII, na cidadela de Kirkby, viveu um homem chamado Thomas Busby, que teria assassinado um outro homem: o fazendeiro e seu padrasto, Daniel Auty, e por isso, foi sentenciado à forca [sim, ele foi enforcado].

Seu último desejo antes de ser executado foi beber whiskey no seu bar favorito, tendo sido escoltado até o local pela polícia local. Quando bebia seu último copo, Thomas teria dito as palavras que teriam amaldiçoado a cadeira onde estava sentado:

Agora eu vou morrer e não voltarei mais para aqui! Mas que morra também, qualquer um que sentar-se no meu lugar!

Desde então um total de 60 pessoas teriam morrido pouco tempo após sentarem na cadeira de Busby desde 1712 (10 anos após a morte de Busby), tendo apenas parado em 2009, ano em que a cadeira foi pendurada. Gostaria de sentar nessa cadeira e testar a maldição?

2. O vaso da morte

“Attenzione… Questo vaso porta la morte! ” – É italiano, e conta-se que foi o que foi lido no interior de um vaso encontrado por um senhor italiano em seu jardim em 1988 e quer dizer “Cuidado… Este vaso traz a morte”.

Lógico que uma pessoa normal, livrar-se-ia do vaso, e o italiano era supersticioso e adivinha o que fez?! Pois é, ele vendeu o vaso a uma casa que fazia leilões, mas antes deitou fora o aviso que vinha no seu interior, e pronto, a corrente de maldições começou!

As maldições do vaso

Um farmacêutico teria adquirido o vaso em um leilão e depois de 3 meses ele perdeu a vida. Depois, um médico teria comprado o vaso e depois dele um arqueólogo teria comprado a relíquia e ambos enfrentaram a morte depois de 2 meses com o vaso. Estranho, não é? E como se não chegasse, mais um homem comprou o vaso e este teve um fim ainda mais rápido que os anteriores compradores, tendo ficado apenas 1 mês com a relíquia.

Conta-se que depois disso, ou seja, das histórias envolvendo o vaso, a polícia italiana teria confiscado e selado numa caixa deita de chumbo em um local desconhecido. Deu-lhe uma vontade de desenterrar tesouros?

3. The Women from Lemb

É uma estátua que foi esculpida em calcário que foi descoberta pelos pesquisadores no ano de 1878 em Lempa, no Chipre, acredita-se que esta tenha sido esculpida por volta de 3500 a.C. e para os pesquisadores seria a representação da Deusa da fertilidade [ou talvez a Deusa da Morte].

Fonte: VeKnow

Mas o que ela tem de estranho? – Você deve ter perguntado. Ora vamos a isto!

A maldição da estátua

Um senhor chamado Lord Elphont comprou a estátua e com ela ficou 6 anos, foi suficiente para todos os 7 membros de sua família tivessem mortes no mínimo misteriosas.

A estátua foi posteriormente adquirida por Lord Thompson-Noel, Ivor Manucci e seus familiares, e aconteceu o mesmo a eles pouco tempo depois de adquirirem a obra. Parece que as pessoas não aprendem, uma vez que mesmo depois destes casos, mais pessoas compraram a estátua: Sir Alan Biverbrook comprou a estátua e tanto ele como a sua família (sua esposa e suas duas filhas) faleceram.

Vendo os casos estranhos desencadeados pela posse da estátua, os herdeiros sobreviventes de Biverbrook doaram a estátua ao Museu Real escocês, onde ela se encontra atualmente.

As mortes não haviam parado aí, pois logo depois da estátua ser levada ao museu, o chefe da secção onde ela foi armazenada faleceu repentinamente, rendendo à estátua o apelido de “A Deusa da Morte”. Depois disso, criou-se uma espécie de proteção de vidro para a estátua onde ninguém mais a manipulou.

Você se atreveria em comprar esse artefato mesmo sabendo das histórias aterrorizantes por volta dela?

4. The Anguished Man “O homem angustiado”

Agora imagine receber um presente de sua avó, e ser advertido que ele contém algo maligno, uma maldição! Bizarro, não é? Pois isto aconteceu com Sean Robinson, que herdou um quadro de sua avó, quadro esse chamado “The Anguished Man” (O homem angustiado).

Fonte: Yahoo Finance

O quadro foi durante quase 25 anos guardado no sótão da casa de sua avó.

A lenda do “ homem angustiado”

Sua avó teria dito que o artista que a pintou, teria misturado seu sangue com a tinta que usou para pintar o quadro, tendo acabado com sua vida um tempo depois de terminar a sua obra de arte. Ela ainda contou que ouvia vozes sempre que olhava para o quadro e disse ter visto uma sombra a andar em sua casa, tendo por isso guardado a obra no sótão.

Mas o quadro é mesmo amaldiçoado?

Quando Robinson levou a obra para sua casa, coisas estranhas começaram a acontecer: sua esposa afirmou sentir algo acariciando o seu cabelo, seu filho caíu da escada, e Robinson teria visto uma silhueta aterrorizante e teria ouvido choros.

O homem então decidiu gravar tudo com uma câmara, tendo levado a pintura para um quarto sem janelas, e tendo filmado por 8 horas durante 3 noites seguidas. O resultado é aterrorizante e pode ser visto em vídeos na internet [preferimos não exibir aqui pois as imagens podem ser perturbadoras para alguns leitores].

Depois disso o homem levou a pintura para seu sótão. Ele deve ter doado ou vendido a pintura a um museu! – Você deve ter imaginado. Mesmo depois de saber da maldição na pintura, Sean diz que não tenciona vender.

Gostou do que lhe trouxemos hoje? O que mais gostaria de ver por aqui? Deixe nos comentários isso e que objecto mais lhe interessou ou gostaria de ver, tocar ou levar para casa! Siga-nos nas nossas redes sociais, e ajude-nos a crescer e alcançar mais pessoas curiosas. E não esqueça: não pare de aprender!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *